Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

O túnel da Madalena - O túnel da corrupção!

O túnel da “Madalena”, cujo início da construção data de meados da década de 80 do século passado, é uma cópia fiel, mas muito mais refinada, de um, bem mais antigo, o das Antas - esse túnel tenebroso onde se simulava a sodomização dos árbitros e que foi um altar de mêdo, boçalidade, coacção e violência.

Um túnel apetrechado com um sistema de fios condutores “com tecnologia de ponta”, onde todas as chamadas telefónicas partiam ou chegavam à cabine controleira de Giorgio.

Augusto Duarte e António Araújo, suspeitos aventureiros da noite, atravessaram-no, seguindo sempre, sempre em frente, e numa escuridão total, sem um único clarão, trouxeram do seu interior o envelope mágico, uma simples folha de papel que à luz do dia se transformou em cinco notas de quinhentos euros.

Jacinto Paixão, José Chilrito e Manuel Quadrado provaram no lusco-fusco desse túnel, os sabores de sexo oferecido, numa volúpia louca e corrupta de triste desfecho.

Martins dos Santos, ao palmilhá-lo com subserviência dur…

António Oliveira: «Benfica tem uma dimensão mundial muito grande»

"O Benfica é um clube com uma dimensão mundial muito grande (...) As pessoas ofendem-se quando, pondo de parte o meu portismo, digo isto: O Benfica tem mais dimensão mundial do que o SCP e o FCP juntos".

António Oliveira, Zona Mista da RTPN. (veja aqui)

Frase do Dia por Marinho Neves

"Benfica ofereceu uma camisola do Eusébio a Cavaco Silva. A PGR vai investigar."

Marinho Neves


Mais de M.Neves: «Nenhum árbitro se vende por um jantar. O resto é ridículo»

«Bruno de Carvalho devia ir para o manicómio» Dias da Cunha

Dias da Cunha disse, nesta quinta-feira, que Bruno de Carvalho "devia ir para o manicómio". Em declarações à Antena 1, o ex-presidente do Sporting considera que a ida de Jorge Jesus para o Sporting é "absolutamente inacreditável".


«Nenhum árbitro se vende por um jantar. O resto é ridículo» Marinho Neves

Tanto palavriado por causa de uma camisola e uns jantares. Em 2002 quando o Sporting foi campeão, soube que o árbitro da partida para o jogo decisivo com o Boavista tinha ido jantar com o Valentim Loureiro. Antes do jogo, Manolo Vidal fez saber ao árbitro que sabia do jantar e aquilo que ia ser um roubo transformou-se num jogo normal. Mas, pelo sim e pelo não, como sabia que o árbitro em causa tinha um problema de cleptomania, os dirigentes do Sporting deixaram no balneário boas toalhas e roupões e foi tudo foi parar ao saco do árbitro. Como correu bem ninguém se queixou.


!ª fase: Os árbitros cediam à força do dinheiro
2ª fase: Sexo e dinheiro na base dos favores
3º fase: Cedem a "lobbies" que gerem promoções
4ª fase: Para quê comprar um árbitro se podemos controlar os seus "patrões".

Nota: Nenhum árbitro se vende por um jantar, ou por uma camisola. Os jantares estão pagos pela FPF e as camisolas, não fazem parte dos brindes coleccionáveis de um árbitro. O resto é…

Pinto da Costa desmascarado na CMTV

Recorde-se que Pinto da Costa aproveitou a vitória dos 'dragões' sobre Chelsea na Liga dos Campeões por 2-1 para voltar a atacar a Federação Portuguesa de Futebol.
"O apoio foi constante, casa esgotada, só havia três ou quatro lugares vagos que eram destinados à Federação, que mais uma vez faltou. Eram os lugares do presidente e dos directores", afirmou Pinto da Costa na zona mista.

"Só na cabeça do sr. Pinto da Costa é que podia dizer uma coisa daquelas", disse Octávio Lopes ontem na CMTV.


veja o video.


Casagrande no programa de Jô Soares

«Quando cheguei à Europa, no dia em que me estreei pelo FC Porto, um jogador chegou ao pé de mim e avisou-me que ia jogar. Fiquei contente. Mas depois ele disse-me: ‘tens de passar ali atrás, que tem ali um negócio para usar’. Fui lá e usei. Usei umas quatro vezes. É aquilo que mais me envergonha, que menos gosto de lembrar. Era algo injetável no músculo. Dava uma disposição acima do normal.»
veja Casagrande: Relato impressionante!


actualização, SET-2015

DOPING NO PORTO?
É uma vergonha o que Casagrande fez para denegrir a imagem da excelente estrutura do Futebol Clube do Porto. À procura de estrelato - deve estar na penúria, a precisar de umas entrevistas - vem para o Jô Soares dizer ao mundo que o fabuloso, espectacular, admirável Futebol Clube do Porto Campeão Europeu afinal não passava de um grupo de jogadores drogados que, na neve, no deserto, em plena Patagónia, corriam, saltavam, cabeceavam, rematavam, aguentavam mais do que os outros.

Isto é inadmissível e parece-me de todas as f…